Crescendo como Saumensch

Eleanor & Park

sábado, agosto 30, 2014 Julia Pinheiro 4 Comments


Eleanor & Park é um romance escrito por Rainbow Rowell e que foi recentemente publicado no Brasil pela editora Novo Século com o mesmo título e capa. Essa minha edição é em inglês e em capa dura e foi adquirida no Book Depository.


A história do livro é contada em terceira pessoa e cada capítulo é focada ou em Eleanor ou em Park. Tem um espaçamento e fonte muito boa, sem falar na ótima qualidade das páginas ( bem grossa e porosas ). A capa dura tem um material bem diferente do que costumamos achar aqui no Brasil e a jacket é feita de um material meio plastificado, ambos se mostraram bem resistentes durante esse tempo em que enrolei para começar a ler >.>


O enredo é bem básico: Eleanor é nova na escola, tem uma vida bem complicada, 4 irmãos, um padrasto violento e drogado, e uma mãe que não esta muito ao seu lado, e acaba ficando bem deslocada na escola, por conta da sua aparência exótica, enquanto Park é um menino asiático, que tem uma vida bastante normal, uma família bem simpática e tudo necessário para atrais cada vez mais Eleanor: bons quadrinhos e bom gosto musical. 


Depois do primeiro dia de aula quando Eleanor foi forçada a se sentar ao lado de Park no ônibus da escola, este percebe que enquanto ele lê seus quadrinhos Eleanor, disfarçadamente, os lê também. E é assim que começa o relacionamento deles, de forma silenciosa, em viradas demoradas de páginas, em gibis deixados no bando do ônibus, e sem nenhuma palavra. 

Amei de mais a descrição dos personagens na orelha do livro     
E é através dos quadrinhos e da música que eles vão se aproximando, e surgindo conversas, e com o passar do tempo ambos estão completamente apaixonados um pelo outro e se vem obrigados a namorar em segredo, já que essa relação é estritamente proibida pela mãe e pelo padrasto.


A narrativa é leve e fácil ( mesmo em inglês ) e você mergulha na relação deles, que é tão cativante que se torna impossível não sorrir durante a leitura. Uma história que tinha tudo para ser clichê, mas que não foi nem um pouco. Passava o dia com saudade dos diálogos fofos e engraçados entre Eleanor e Park, e com um aperto enorme no coração porque você já começa o livro sabendo que eles terminam, algo que você acaba esquecendo durante a história, por não acreditar que uma relação tão incrível como é a dos dois possa acabar.

Trilha sonora da década de 80, como não amar?  
Todas as metáforas que são usadas, a trilha sonora com minhas bandas favoritas e os personagens fizeram de Eleanor & Park se tornar um dos meus queridinhos, o que foi uma surpresa para mim, já que não costumo gostar de romances por causa de todo o "mimimi" que geralmente tem no enredo , porém este não tem nada de melodramático e te envolve a cada parágrafo. Foi muito fácil engatar na história e muito difícil ter que fechar o livro, principalmente pelo final terminar com um cliffhanger que faz minha mente divagar sobre a continuação da história até hoje. Na verdade, até hoje sindo saudades da Eleanor e do Park </3


PS.: Esse foi meu primeiro livro em inglês, e eu receei muito em começar a leitura, mas acabou sendo mais fácil do que imaginei. É claro que tive que recorrer a dicionários as vezes, mas conforme eu lia essa frequência foi diminuindo. Então se você estiver interessado em começar a ler em inglês, indico esse livro, tenha persistência que você vai ver o como é tranquilo. 


Por eu amar tanto o gosto musical do Park eu decidi fazer um "bônus" na resenha fazendo uma trilha sonora com algumas das bandas e músicas que aparecem ao longo do livro  




Trechos favoritos ( decidi coloca-los em inglês para não perder seu charme natural hihi ) :

"There was something about the music on that tape. It felt different. Like, it set her lungs and her stomach on the edge. There was something exciting about it, and something nervous. It made Eleanor feel like everuthing, like the world, wasn't what she'd thought it was. And that was a good thing. That was the greatest thing."

"She couldn’t repay him. She couldn’t even appropriately thank him. How can you thank someone for the Cure? Or the X-Men? Sometimes it felt like she’d always be in his debt."

"He tried to remember how this had happened - how she went from someone he'd never met to the only one who mattered."

"The first time he'd held her hand, it felt so good that it crowded out all the bad things. It felt better than anything had ever hurt."

"You think that holding someone hard will bring them closer. You think that you can hold them so hard that you"ll still feel them, embossed on you, when you pull away."

"He was too much to lose."


Alguém ai já se apaixonou por Eleanor & Park? Vocês costumam ler em inglês?

You Might Also Like

4 comentários

  1. Não li esse livro ainda, mas muita gente tá falando muito bem dele. Ele parece clichê demais, confesso. Bom, quero aprender inglês e lê-lo em inglês.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me pareceu clichê, mas nem é, é um amorzinho <3

      Excluir
  2. Olá! Eleanor & Park é muito amor, também tenho a versão em inglês, é bem mais bonita! Prefiro ler em inglês, as traduções de hoje em dia são tão ruins!

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Versões em hardback são sempre mais bonitas mesmo >.>

      Excluir

Flickr Images