Crescendo como Saumensch

Deixe a Neve Cair

quinta-feira, março 06, 2014 Julia Pinheiro 2 Comments


Deixe a Neve Cair foi lançado aqui no Brasil em 2013 pela Editora Rocco, e conta com três contos de três autores diferentes: Maureen Johnson, John Green e Lauren Myracle. O livro tem 335 páginas, brancas, e é dividido em três partes/contos, tendo cada um, em média, 100 páginas.



É véspera de natal, o dia em que vai acontecer a pior nevasca em cinquenta anos. Um trem parte de sua estação, nele estão embarcados Jubileu, uma jovem que esta indo para a casa dos avós, na Flórida; Jeb, um jovem lindo, que esta indo visitar a "namorada" em GraceTown; e um grupo eufórico de lideres de torcida que estão indo para uma competição.


Cada um com seus problemas e com suas motivações, mas eis que surge um problema maior ainda: o trem fica preso com o amontoado de neve, e por conta da nevasca é impedido de continuar a viajem. Com a queda de energia no trem e a falta de comida, Jubileu tem a brilhante ideia de deixar o trem e encarar a nevasca para atravessar as pistas paralelas aos trilhos do trem e assim se aconchegar em uma Waffle House a beira da estrada estadual. 


Seguida por Jeb e o grupo de lideres de torcida, os três grupos de personagens acabam presos na Waffle House durante a nevasca, onde Keun esta trabalhando como gerente, e atende o Homem Alumínio, quando um garoto coberto de sacolas plásticas entra na cafeteria, enquanto as lideres de torcida fazem um "aquecimento improvisado" e Jeb tenta desesperadamente ligar para a sua namorada. E é nesse cenário perturbador que se dividem os três contos.




1º Conto: O Expresso Jubileu.

Os pais de Jubileu são viciados em uma coleção de peças que montam a uma grande cidade do Papai Noel, e todo ano na véspera de Natal, seus pais dentre outros fãs, fazem fila na porta da fábrica para conseguir comprar as peças de edição limitada, porém, nesse ano em questão, acontece uma confusão, que acaba levando seus pais presos. Para que Jubileu não passe o natal sozinha, os pais pedem ao advogado da família que a leve à estação de trem para que ela possa ir para a casa dos avós, deixando assim de passar o aniversário de um ano de namoro com seu namorado perfeito mas que parece nunca ter tempo suficiente para ela. 

Jubileu, ao embarcar no trem também embarca em um dilema envolvendo seu relacionamento, e é ai que ela acaba conhecendo Stuart, o menino envolto de sacolas na Waffle House que a convida para passar o natal em sua casa com sua família. Um estranho te chama para encarar uma nevasca e para ir pra sua casa, você aceitaria? Jubileu aceita, e é ai que a história se desenvolve, e que ela começa a compreender seu próprio dilema.


2º Conto: O Milagre da Torcida de Natal

Keun esta preso em seu trabalho com 14 líderes de torcida procurando agitação: elas querem o Twister. E como um bom amigo na puberdade, resolve ligar para Tobin, que esta em casa vendo uma maratona de James Bond com seus amigos JP e a Duke, para convida-los a uma oferta irresistível de enfrentar a pior nevasca em cinquenta anos para levar o Twister para a Waffle House e ter uma noite de farra com as lideres de torcida. 

Porém o longo caminho, se já não fosse difícil o bastante percorrer por estar nevando, vira uma verdadeira corrida, já que os amigos dos outros dois funcionários também querem ser os felicitados com a glória de ser os responsáveis por felicitar as lideres de torcida com o Twister. Porém, durante o trajeto as coisas não saem muito bem como o esperado, e a história acaba tomando outros rumos, fazendo Tobin definir novas prioridades em sua vida.


3º Conto: O Santo Padroeiro dos Porcos

Já é Natal e Addie esta totalmente depressiva, pois na noite anterior, estaria fazendo um ano de namoro se seu namorado Jeb tivesse aparecido na Starbucks para aceitar seu pedido de desculpas por ela ter "traído" ele em uma festa após uma briga. Totalmente devastada por não ter recebido nem uma resposta, suas amigas Dorie e Tegan tentam anima-la com uma notícia esplêndida: o mini-porquinho que Tegan, que é viciada em porcos, vai chegar no dia seguinte! 

E como ele vai ter que ser despachado no pet-shop, por conta das ruas cheias de neve acumulada, que é em frente ao Starbucks, onde Addie trabalha, ela decide se oferecer para busca-lo, para provar a Dorie, depois de uma discussão, que ela não é tão egoísta assim, e que ela mudou de verdade. Mas é claro, que a tarefa acaba se complicando, colocando Addie cara a cara com vários desafios que acabam fazendo com que ela mesma prove que ela esta mudando.


Os contos, acabaram no final falando da mesma coisa: de você reavaliar o que tem ao seu redor, mudar a forma de enxergar as coisas, e perceber o que realmente importa. Todos eles eram muito fofinhos e contaram com um foco em casais. 

Eu adorei todos os contos, a leveza com que foram contados, como todos tinham a dose certa de comédia e romance e a forma como eles se encaixam, mas o meu favorito foi o primeiro conto. Achei Jubileu muito engraçada, a forma como ela lidava com as situações, a forma como ela pensava e como narrava, me deu muita vontade de conhecer outros livros da Maureen.


É o tipo de livro que faz você pensar desesperadamente no que aconteceria se os personagens tivessem mais páginas para viver. E como a leitura é leve e divertida, você consegue ler ele todo em um dia. Eu dei cinco estrelas pra ele, e recomendo a todos que curtem um romance leve e a escrita do John Green, pois as outras duas escritoras tem uma narrativa tão boa quanto a dele.


Trechos Favoritos: 

"Eu estava em um daqueles dias em que você sente que a vida...gosta de você."

"A proximidade não leva a familiaridade."

"[...] decidi que ficar de mau humor com os amigos é melhor do que ficar de mau humor sem eles."

"A vida é uma droga, mas ao menos há música boa."

"Mas as vezes preciso que alguém jogue uma luz em mim também."

"Não é o que o universo nos dá que importa. É o que nós damos ao universo."

"A sensação dentro de mim era tão grande, e eu era tão pequena..."


Alguém ai já leu? Qual conto mais gostou?

You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu adoro esse estilo onde são contadas as histórias de pessoas diferentes, mas que moram no mesmo lugar e acabam se encontrando e cada conto se encaixa depois. Depois da sua resenha, vi que vou gostar bastante desse livro, já que é bem como eu curto mesmo. As histórias parecem ser muito fofas e, as personagens, muito cativantes. Adorei :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro esse tipo de história *-*
      Sim! São muito fofos os contos! E tem uma narração muuuito leve! É um livro muito gostoso de ler! Tomara que você goste do livro ^^

      Excluir

Flickr Images